Passeios de barco pela costa de Santa Catarina

Siga a Fepasc: linktr.ee/fepasc

Existe uma grande variedade de passeios e embarcações que contemplam visitas ao litoral catarinense, variando entre passeios temáticos, voltados para a pescaria ou mergulho, até mesmo para passeios turísticos por praias, ilhas e baías. As opções são diversas, do norte ao sul da costa. Confira a lista das principais:

  • São Francisco do Sul – Baía Babitonga; De todo o litoral catarinense, a Baía de Babitonga é o melhor lugar para passeios em embarcações turísticas. O roteiro mais comum é o que vai até o porto da cidade, passando próximo às 14 ilhas da baía e fazendo parada no Centro Histórico. É possível fazer paradas para banho na Ilha das Flores e almoçar na Vila da Glória. Os turistas também podem optar por sair da Praia da Enseada para um passeio embarcado até a Ilha da Paz, onde há belas praias, costões rochosos e um farol de 1905.
  • Balneário Camboriú – Passeio temático com atores vestidos de piratas, desde a foz do Rio Camboriú (Barra Sul), contornando a Ilha das Cabras e chegando à Praia de Laranjeiras. Durante o verão, as embarcações saem de hora em hora (das 9h às 17h), diariamente. Na baixa temporada, as saídas são às 10h, 14h e 16h. 
  • Balneário Piçarras – Partem da Foz do Rio Piçarras, seguindo normalmente para a Ilha Feia e indo até as praias Alegre e do Quilombo, em Balneário Piçarras, e da Armação, em Penha.
  • Itapema – Os roteiros mais comuns percorrem a costa de Itapema e de municípios vizinhos, como Porto Belo e Bombinhas. Alguns vão até a Ponta da Sepultura (Bombinhas) fazendo pausa para mergulho e snorkeling. Outros seguem até a Praia do Caixa D’Aço (Porto Belo), onde há barzinhos flutuantes. Também há saídas noturnas até a Ponta de Porto Belo para pescaria de peixe-espada e lula. E as escunas ainda oferecem opção de personalização dos roteiros para quem quer conhecer a Costa Esmeralda, como é conhecida essa parte do litoral catarinense.
  • Penha – A partir da barra do Rio Piçarras, o trajeto segue contornando as agrestes paisagens da Ilha Feia com possibilidade de avistar a pouco explorada Caverna do Diabo. O desembarque na ilha não é permitido, mas são feitas paradas em outros pontos para banho de mar e snorkeling.
  • Porto Belo – A Ilha de Porto Belo é parada obrigatória, mas os roteiros incluem também as praias da cidade e dos municípios vizinhos. Pode-se fazer trajetos passando pela Enseada do Caixa D’Aço e pela Vila do Araçá, a caminho da ilha. Ou então ir até a Praia do Estaleiro (Balneário Camboriú), com parada para banho de mar. Outra opção é seguir até a Ponta da Sepultura (Bombinhas), com direito a snorkeling. O ponto de embarque é em frente à Igreja Matriz.
  • Balneário Gaivota – O roteiro leva o visitante até o litoral gaúcho, passando pela Ilha dos Lobos – unidade de conservação ambiental de lobos e leões-marinhos – e pela Praia da Guarita.
  • Imaruí – O roteiro passa pelas ilhas Grande, Vieira e das Cabras, que podem ser avistadas a partir das margens da Lagoa de Imaruí.
  • Laguna – As belas paisagens das lagoas de Santo Antônio e de Imaruí podem ser apreciadas em passeios de escuna ou veleiros. As horas mais recomendadas são o pôr do sol e à noite, quando as luzes usadas na pesca do camarão se acendem sobre o espelho d’água. Passeios mais longos, seguindo os golfinhos em mar aberto, podem ser realizados de acordo com as condições do mar.
  • Garopaba – Há roteiros para mergulho e passeios pela costa. Entre os destinos, destacam-se a Ilha do Coral, o Ilhote de Siriú e até a Praia de Naufragados (Florianópolis). Há também as opções de saídas para a observação de baleias. São organizadas por operadoras de turismo, com acompanhamento de biólogos e guias. A tranquila Enseada de Garopaba é um dos destaques do trajeto.

Imbituba – Quem deseja ver os cetáceos de perto, pode fazer passeios embarcados, com guias especializados, biólogos e segurança garantida. A costa, repleta de enseadas protegidas por promontórios, tem pontos de observação privilegiados. Imbituba está no centro da Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca (APA) e abriga o Centro Nacional de Conservação da Baleia Franca (Praia de Itapirubá).

Categories:

Tags:

Siga a Fepasc em todas as redes sociais.